Fale Whatsapp

Projeto Natal Solidário de Pedagogia – 3º semestre

 em Eventos
Compartilhar

OBJETIVOS DA DISCIPLINA PROJETO INTEGRADOR: CULTURA AFRO-BRASILEIRA E RELAÇÕES RACIAIS:

  • Promover uma reflexão sobre a “implementação” da Lei 10639/03, a partir da alteração da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que tornou obrigatório, em todo o currículo oficial da Rede de Ensino, a inclusão da temática “História e Cultura Afro-Brasileira”.

  • Relacionar os conteúdos curriculares que deve abordar a História da África e dos Africanos, considerando a luta dos negros no Brasil, a cultura negra e o (a) negro (a) na formação da sociedade nacional, resgatando a fundamental contribuição que deram para o desenvolvimento e crescimento das áreas social, econômica e política, tendo em vista uma educação que articule a garantia dos direitos sociais e o respeito aos direitos humanos.

  • Relacionar os conteúdos curriculares que deve abordar a História da África e dos Africanos, considerando a luta dos negros no Brasil, a cultura negra e o (a) negro (a) na formação da sociedade nacional, resgatando a fundamental contribuição que deram para o desenvolvimento e crescimento das áreas social, econômica e política, tendo em vista uma educação que articule a garantia dos direitos sociais e o respeito aos direitos humanos.

PROJETO INTEGRADOR: CULTURA AFRO-BRASILEIRA E RELAÇÕES RACIAIS – (desenvolvido)

INTRODUÇÃO

Falar em etnia é uma forma de simplificação, pois o mundo foi, historicamente, constituído a partir da fusão de muitas etnias. Mas o que é uma etnia? Em primeiro lugar, o conceito de etnia é diferente do conceito de raça. Enquanto o que caracteriza a etnia são fatores culturais, como tradição, língua e identidade, o que distingue raça são fatores biológicos como a cor da pele, o formato da cabeça, o tipo de cabelo, entre outros.

Os membros de uma etnia compartilham de valores culturais próprios e se comunicam por meio de uma língua que é também própria. As pessoas que constituem essa população se identificam, e são reconhecidas pelos outros como membros da etnia.

A grande diversidade étnica que constituiu o mundo, longe de ser um problema, resultou em uma riqueza cultural que se expressa por intermédio das artes, da música, principalmente, da culinária, das crenças, dos costumes e da cultura em geral.

Somente quando forem aceitos e colocados em prática os valores que interessam à plenitude do homem, estaremos, em condições, de eliminar da sociedade tudo aquilo que impede a humanização do mundo.

O projeto integrador tem como finalidade fazer com que os alunos realizem tarefas que envolvam os conhecimentos adquiridos na Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental de forma interdisciplinar, no que se refere à Cultura Afra- Brasileira e Relações Raciais.

2 – OBJETIVO

Promover a capacitação de acadêmico-profissionais da Educação Básica, assegurando-lhes formação político-pedagógica adequada ao planejamento, à análise, orientação e avaliação de propostas que corresponda aos avanços do conhecimento no campo da diversidade étnico-racial e da afirmação da cultura negra, tanto em relação ao exercício da docência quanto na concretização de pesquisas e práticas – formais ou alternativas – que valorizem a história e a cultura dos afro-brasileiros e dos africanos.

Diante do exposto, a Esmac, se diferencia de outras instituições por ter como tripé o ensino a pesquisa e a extensão tendo como foco a diagnose dos problemas que afligem a sociedade, por meio de análises e pesquisas, chegarem às causas e posteriormente encontrar medidas que sirvam de intervenção.

Sendo assim o Projeto, tem como relevância, a possibilidade de propiciar ao acadêmico aliar teoria prática por meio de vivências no contexto da Educação Infantil Séries Iniciais do Ensino Fundamental.

Com isso o objetivo deste projeto é propiciar aos acadêmicos do curso de Pedagogia da Escola Superior Madre Celeste, a oportunidade e vivências nas práticas pedagógicas na Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental na comunidade de quilombolas, tendo em vista a aquisição de experiências e ampliação e enriquecimento de conhecimentos na sua formação inicial.

3 – DESENVOLVIMENTO DA METODOLOGIA

01

4- PERÍODO DA VISITAÇÃO

1ª Visita – 26/03/2011; 2ª Visita – 07/05/2011; 3ª visita – 11/06/2011 – Solicito a IES o transporte para 18 acadêmicos, 02 docentes, 03 colaboradores da Biblioteca haja vista que o projeto se fará de forma interdisciplinar.

Comentários

Comentários

Digite uma palavra-chave e pressione ENTER para buscar