Fale Whatsapp

A ESMAC É ORGULHO DO PARÁ

 em ESMAC NA MÍDIA, Esporte, Noticias, Vestibular
Compartilhar

O Madre Celeste ou ESMAC é oriundo de uma história de competições escolares e universitárias desde a década de 80 no estado do Pará. Tem um histórico invejável de conquistas de títulos no Futsal. Já a consolidação de equipe no futebol feminino aconteceu no ano de 2009 sob o comando do atual técnico Professor Mercy Nunes, que orientou a migração das atletas de futsal para o campo. Conforme relato do Professor Robson Cley, que comandou a equipe de futsal nos anos de origem, “no início a equipe precisou estabelecer uma parceria com o CRUZ AZUL, que era um clube filiado a Federação Paraense de Futebol – FPF, surgindo com o nome de CRUZ AZUL/ESMAC de futebol feminino”.
No final de 2011, o Professor Mercy reuniu uma comissão de professores, ex-atletas e funcionários da Escola Superior Madre Celeste, ou Faculdade ESMAC para a implantação da Associação Atlética ESMAC.Em fevereiro de 2012, a A.A. ESMAC se filia na FPF e participa pela 1° vez do Campeonato Paraense de futebol feminino já conquistando o título regional.
Em 2016 começam as participações no Campeonato Brasileiro, desde então a ESMAC compete chegando até as oitavas. Mas vem servindo de laboratório, pois a equipe cresce aprendendo, analisando e se estruturando para avançar na competição nacional. Em 2021, confirmamos todo o aprendizado que foi colocado em prática, e, pela primeira vez na história da equipe, a ESMAC ultrapassou as quartas de final no Brasileirão, e é um dos 4 times que acessa a elite do campeonato para 2022, se firmando na História do cenário esportivo nacional sendo a única equipe nortista representante dos povos amazônicos.Após a perda trágica do Mantenedor do Grupo Madre Celeste no ano de 2020, acontece a transição da Diretoria Esmaqueana e para a manutenção de seu legado, o Diretor Amintas Neto segue reestruturando o clube com investimentos para melhoria do rendimento das atletas em campo, refletindo na melhor performance e alcance dos melhores resultados dos últimos anos.

SOBRE O JOGO DE DECISÃO CONTRA O BRAGANTINO:

O jogo aconteceu no Centro de Formação de Atletas do Red Bull no interior de São Paulo, em Jarinu. O elenco principal veio desde o início da temporada sem grandes mudanças.
No confronto em Belém as equipes empataram em 1 a 1. O time paraense chegou para a partida em Jarinu sem desfalques e teve o retorno do técnico Mercy Nunes à beira do gramado, após cumprir suspensão de cartão vermelho adquirido no jogo contra o Ariquemes, pelas quartas de final.Para avançar para a final, a ESMAC precisava apenas de uma vitória simples. Em caso de um novo empate, a disputa da vaga na final seria nos pênaltis. Mas na partida de domingo (22) disputada contra as também valentes atletas do Red Bull, a equipe Bragantina venceu por 2 x 0, encerrando a participação da ESMAC no Campeonato Brasileiro Série A2 em 2021.

Com boa marcação dos dois lados, as equipes não conseguiram criar muitas chances claras de gol e saíram para o intervalo sem balançar as redes. Do lado do Red Bull, a principal chegada foi aos 12 minutos, quando Guyd cobrou falta para a área, e Giovana cabeceou com perigo para defesa de Musa. Já pelo lado da ESMAC foram duas oportunidades de gol. Aos 32, após jogada trabalhada pela esquerda, a bola chegou em Baião no meio, que arriscou de longe, mas mandou para fora. Depois, na marca dos 42, Lora Soure encontrou espaço pelo meio e finalizou de fora da área, mas por cima do gol.

Na volta do intervalo, o Bragantino começou mais ofensivo e abriu o placar logo aos quatro minutos. Após bola trabalhada pela direita, Ariel recebeu o cruzamento e fez o pivô para Raquel finalizar para o fundo das redes: 1 a 0. Em vantagem, as donas da casa apertaram ainda mais a marcação, sem dar espaço para a Força do Norte e ainda ampliaram na marca dos 34. Novamente em jogada pela direita, Ariel avançou até a linha de fundo e passou para Mylena, que chutou com categoria para encobrir a goleira Musa e assim chegou a 2 a 0.

Durante todo o campeonato a ESMAC só sofreu 6 gols nos 11 jogos que participou estrelando uma brilhante campanha, chegando a 4 empates, 29 gols marcados e somente 1 derrota.As artilheiras da equipe são as atletas Cassia Moura, que é atacante, e a capitã do time, Lora Soure, somando juntas 10 gols.É preciso destacar que em 4 anos de participação na competição, esta foi a melhor campanha da ESMAC. Mérito de um trabalho empenhado e agregador de comissão
técnica, diretoria, apoiadores, patrocinadores com a jogadoras esmaqueanas. O principal objetivo foi o acesso a Série A, reafirmação de orgulhos da torcida paraense.

Texto: Lucy Silva 
Fotografias de: Pedro Lobato/ Rebeca Reis – Staff Images Woman- CBF/Lucy Silva.
CIDEC do Grupo de Ensino Madre Celeste

 

Comentários

Comentários

Veja Também...

Digite uma palavra-chave e pressione ENTER para buscar